Defesa alega que Rafael enviou um áudio ao pai em 15 de maio de 2020, MP contesta

A defesa de Alexandra Dougokenski relatou ao ingressar no local do julgamento em Planalto que Rafael Winques enviou ao pai um áudio em 15 de maio. Isso traria ao processo um novo fato que em tese provaria que Rafael estava vivo neste dia, desfazendo conforme o advogado, todo o processo de investigação que relatou a data da morte no dia 14 de maio. 

Jean Severo acredita que este áudio poderá mudar todo o enredo dos fatos narrados até o momento. 

O Ministério Público contesta essa informação e diz que essa informação está sendo plantada no processo para conseguir interromper o julgamento. O MP Através do promotor de Justiça Diogo Taborda (foto) assegura que o processo seguirá normalmente até que Alexandra seja condenada. 

lLuciano Belinaso – Rádio Chiru

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.