Vista Alegre: Escolas recebem melhorias para o retorno 100% presencial

Recuperação da aprendizagem é o principal foco neste começo de ano
A volta às aulas 2022 marcou o retorno às atividades totalmente presenciais na rede
municipal de ensino de Vista Alegre, após dois anos de restrições em meio à pandemia
de Covid-19. Para recepcionar os estudantes, a Secretaria Municipal de Educação,
Cultura e Desporto promoveu melhorias nos prédios escolares, além de reforçar as
condições para que profissionais e alunos continuem a seguir as medidas de prevenção à
doença, como o uso de álcool em gel, o distanciamento social e a higienização dos
ambientes ao menos duas vezes por turno.
A Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Dona Etelvina teve as paredes da entrada
decoradas com pintura artística. Dentro do projeto Colorindo pela Região, o artista
plástico e grafiteiro Geovani Antunes foi o responsável por dar novos ares ao espaço com
imagens da natureza, objetivando proporcionar alegria por meio das cores. “É muito bom
podermos voltar às escolas neste início de ano e ver as salas cheias de alunos, poder
sentir novamente a energia contagiante e o entusiamo que só o ambiente escolar
presencial pode proporcionar. Preparamos um ano letivo recheado de atividades
diferenciadas pensando na recuperação da aprendizagem, na socialização e na cultura de
nossos educandos”, destacou a secretária da Educação, Ana Paula Chielle.
Obras de ampliação
Já a Escola Municipal de Ensino Fundamental Narcizo Peretto, na avenida Padre Abílio,
está sendo ampliada, tendo em vista que, neste ano, aconteceu a cessação das
atividades da instituição na linha São Judas, passando a ter como sede somente o anexo
desta escola na cidade para atender alunos tanto da área urbana quanto da rural. O
estabelecimento ganhou refeitório, cozinha, lavanderia e dois banheiros novos, além da
remodelação do restante. “Com a existência de alunos da cidade que gostariam de
frequentar a rede municipal, optamos por ampliar o anexo da Escola Narcizo Peretto na
área urbana para atendê-los. O número reduzido de crianças no interior também nos
levaria a ter classes multisseriadas, o que não seria interessante até pela recuperação da
aprendizagem. Tivemos aprovação do Conselho Municipal de Educação para fazer essa
mudança, e os alunos não terão prejuízo, pois o transporte escolar continua”, completou a
secretária.
A recuperação da aprendizagem é a principal preocupação no momento. Além da atenção
especial dada aos conteúdos em sala de aula, serão ofertadas, no contraturno escolar,
oficinas de reforço e de atividades culturais. Somam-se à lista, as ações dentro do
programa A União Faz a Vida, em parceria com a Sicredi, e do projeto Contos que
Encantam, com o professor Danilo Gregory. O artista encantou os alunos da Escola
Narcizo Peretto no centro cultural, na tarde de 3 de março, durante a primeira contação de
histórias do ano, desenvolvida para incentivar o gosto pela leitura e estimular a
criatividade nas crianças.
Fotos: Cristiane Luza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.